Compartilhe essa Notícia:


No último dia 11 de fevereiro, o Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), esteve em visita ao Maranhão no município de Alcântara acompanhado do seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro. 

Na ocasião, o filho do presidente apareceu num vídeo junto ao deputado estadual Edilásio Júnior e ambos fizeram ataques ao Governador Flávio Dino (PCdoB). As declarações eram de que o governador estava construindo "cabines de motéis" em Presídios do Estado para uso da população carcerária. Veja abaixo: 


Essa informação chegou a viralizar na mídia de direita pela internet, sendo compartilhada em várias páginas com grande número de acessos, a exemplo do MDS - Movimento Direita Sul. O post abaixo chegou a ter mais de 1,8 mil de compartilhamentos até as 13h30m do dia 10 de fevereiro de 2021.

Acontece que o Secretário de Segurança do Estado, Jefferson Portela, respondeu as declarações dadas no dia e desmontou a crítica do deputado Edilázio, afirmando que não é o governador que está fazendo a obra, mas sim, o Presidente Bolsonaro, uma vez que o recurso para construir os motéis vem do Governo Federal, mais especificamente do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). O Estado é apenas o ente que recebeu a verba, tendo por isso a obrigação de construir.

"Essa afirmação foi baseada no desconhecimento de duas autoridades públicas, que têm o dever de cuidar da gestão com conhecimento de causa, trata-se de uma conduta absurda e equivocada. A destinação do dinheiro é do Governo Federal, e lanço meu mais forte repúdio à conduta reprovável dos dois, peçam desculpas para o povo do Maranhão e do Brasil, é lamentável que vocês dois gastem o tempo para mentir, ofender e faltar com a verdade", disse o secretário.  

O recurso foi aprovado pelo governo federal em 2018, antes da pandemia do novo coronavírus, com o objetivo de cumprir as diretrizes de engenharia e arquitetura do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. Ao contrário do que a fake news afirma, esses módulos dados aos presos devem ser isolados e não podem oferecer contato dos visitantes com o resto da população prisional.

Veja abaixo a resposta do secretário sobre as informações falsas. 

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA