Compartilhe essa Notícia:

Novo presidente dos Estados Unidos, democrata Joe Biden tomou posse nesta quarta. Bolsonaro foi um dos últimos líderes a reconhecer derrota de Donald Trump, a quem se aliou desde 2019.


O presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta e publicou mensagem em rede social, nessa quarta-feira (20), para cumprimentar o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. O comunicado foi divulgado horas após Biden tomar posse no cargo, em cerimônia em Washington.

Aliado do ex-presidente norte-americano Donald Trump, Bolsonaro disse na rede social que Brasil e Estados Unidos têm longa e sólida relação, baseada “em valores elevados”.

O presidente brasileiro citou a defesa da democracia e das liberdades individuais como elementos compartilhados entre os dois países.

“Sigo empenhado e pronto para trabalhar pela prosperidade de nossas nações e o bem-estar de nossos cidadãos”, afirmou Bolsonaro na rede social.

Ainda segundo Bolsonaro, a carta enviada ao novo titular da Casa Branca exprime cumprimentos do Brasil pela posse e expõe uma "visão de um excelente futuro para a parceria Brasil-EUA”.

Institutos e meios de comunicação anunciaram a vitória de Biden sobre Trump no dia 7 de novembro. A partir desse anúncio, vários líderes mundiais parabenizaram o democrata pela vitória.

Bolsonaro, então alinhado ao governo Trump, só reconheceu a vitória de Biden 38 dias depois, em 15 de dezembro. Sem provas, o presidente do Brasil falou, mais de uma vez, em “fraude” no processo eleitoral norte-americano.

Na carta, divulgada por Bolsonaro nessa quarta, o presidente brasileiro diz ser “grande admirador dos Estados Unidos” e que, desde de que assumiu o poder no Brasil, passou a “corrigir” o que chamou de “equívocos de governos brasileiros anteriores”, que, segundo o presidente, “afastaram o Brasil dos EUA”.

No encerramento da carta, o presidente brasileiro diz desejar “pleno êxito” a Biden durante o mandato.

Jair Bolsonaro também pede ao norte-americano que aceite os votos de sua “mais alta estima e consideração”.

Fonte - G1

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA