Compartilhe essa Notícia:

 

Deusimar Serra, prefeito de Paulo Ramos em fim de mandato 


Nesta semana, o blog denunciou que o prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra (PCdoB), está se negando a cooperar com a equipe de transição nomeada pelo prefeito eleito, Adailson Machado (PP). Segundo informações, Deusimar Serra, que não foi reeleito, além de não cooperar com o governo que toma posse no próximo dia 1º, também abandonou o município, gerando caos.

“O prefeito Deusimar abandonou a cidade. Tá um caos aqui. Não tem mais coleta de lixo, mandou Fecha todas as UBS, demitiu todos os médicos, Paulo Ramos hoje só tem um médico que é concursado e atende somente no final de semana. O prefeito até o momento não pagou os funcionários. O negócio tá feio por aqui”, informou um morador conhecido por Madson.

Caso Deusimar Serra e outros gestores (Padre Jozias de Peritoró?), persistam nesse comportamento, eles entrarão na mira do MP Público do Maranhão.

Leia:

Procurador geral de Justiça, Eduardo Nicolau, quer aperto na fiscalização da transição

 

Por Clodoaldo Correa

 Procurador geral de Justiça, Eduardo Nicolau, quer aperto na fiscalização da transição

Promotorias de Justiça de todo o estado adotaram medidas para fiscalizar e garantir uma transição regular da chefia do poder Executivo municipal, nas cidades maranhenses, onde houve mudança em razão das eleições. O procedimento segue na mesma linha da orientação expedida pelo procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, no início do mês de novembro.

O objetivo é garantir regularidade e transparência nas transições, evitando entre outros problemas, a interrupção dos serviços públicos municipais. Outra finalidade é orientar a futura gestão para que seja transparente e obedeça aos princípios da legalidade.

Entre as medidas, foi sugerido o encaminhamento de Recomendação destinada aos atuais e futuros gestores, que concede os prazos de cinco dias para a formação da equipe de transição mista e 10 dias para que sejam prestadas informações à Promotoria de Justiça sobre o cumprimento das providências indicadas no documento.

Em caso de desobediência, o Ministério Público poderá adotar medidas extrajudiciais ou judiciais, incluindo assinatura de Termo de Ajustamento de Conduta e ajuizamento de Ação Civil Pública, para exigir transparência nos processos de transição.


⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA