Compartilhe essa Notícia:


A Vitorino Net é o maior provedor de internet da região do Médio Mearim. Dezenas de milhares de pessoas recebem os serviços provenientes da empresa, e qualquer queda no sinal ocasiona em transtornos e prejuízos para muitas pessoas, desde estabelecimentos comerciais até atividades particulares como pagamento de contas e comunicação. 

Ocorre que ontem (9), um empresário do município de Peritoró, revoltado com uma turbulência no sinal que utilizava, resolveu por conta própria danificar os cabos da Vitorino Net localizados num poste que estavam nos limites da fazenda dele em Peritoró. 

Por essa razão, a internet caiu em vários municípios, entre eles: Pedreiras, Trizidela do Vale, Lago dos Rodrigues, Bernardo do Mearim, Igarapé Grande, Peritoró e Lago da Pedra. 

Os profissionais da empresa percorreram a região em busca do ponto onde o sinal foi interrompido, até que o próprio empresário informou que ele fora o responsável por danificar a rede. O problema é que, de acordo com informações, ele não quis deixar que os técnicos entrassem em sua propriedade para corrigir o problema. 

Nisso, foi dado início a uma verdadeira negociação entre os diretores da empresa e o proprietário para que pudessem ter acesso ao poste e corrigir o rompimento.

O poste foi danificado por conta de 2h, e os técnicos só conseguiram corrigir o problema por volta das 21h30m, devido a demora na negociação.

O blog do Carlinhos conversou com Marcos Gago, coordenador da Vitorino Net em Pedreiras, sobre o problema de queda do fornecimento de internet na região.

"Houve um rompimento da rede no município de Peritoró, que gerou todo esse transtorno. O rompimento foi criminoso, pois o dono de uma fazenda depredou os cabos da fibra em um poste que passa na propriedade dele. Ele alega que a Vitorino Net não tem permissão, mas o cabos estavam nos postes da Equatorial (Cemar), em que temos essa parceria e autorização há anos. Com muita dificuldade, o dono da fazenda deixou os técnicos da Vitorino Net terem acesso ao local para fazer o reparo para que a internet voltasse ainda essa noite. As autoridades policiais foram informadas, um boletim de ocorrência será registrado e a Vitorino tomará providências legais para que situação como essa que cause tanto transtornos não volte a ocorrer", explicou Marcos Gago ainda ontem.

A empresa esclareceu que o ato do empresário é injustificável, pois ela tem contrato com a Equatorial e paga para utilizar o poste. Trata-se de uma parceria de muitos anos, portanto, caso algum fio do provedor passe numa propriedade particular, os donos desses terrenos não tem direito de achar que podem danificá-los, pois caso isso ocorra, milhares de pessoas na região inteira ficam impossibilitadas de usar internet.   

A Vitorino Net também manifestou sinceros pedidos de desculpas aos clientes pelos transtornos e afirma que estará investindo para melhorar os serviços.

O Blog está aberto para esclarecimentos da outra parte caso seu representante deseje se manifestar.

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA